top of page

A Importância do Sono Reparador na Prevenção do Câncer de Mama

O sono tem um papel fundamental no funcionamento ideal dos sistemas imunológico, celular, metabólico e endócrino. Entretanto, à medida que nossas rotinas diárias se tornam cada vez mais aceleradas, mais problemas para dormir ou com um sono de qualidade surgem, causados pelas mudanças na rotina de dormir.


Problema para dormir já se tornou tão comum que, em torno de 30% da população diz ter um sono de má qualidade.

O problema é que, aparentemente o sono de má qualidade ativa as vias oncogênicas. O que significa isso? Quando o sono é inadequado, ocorre a interrupção do funcionamento normal dos sistemas fisiológicos. Há evidências que mostram que os padrões do sono desregulado, estão associados a inúmeros resultados adversos à saúde, entre eles, o alto risco de desenvolver câncer e mortalidade por câncer, incluindo o câncer de mama.



As mulheres, particularmente, são muito mais afetadas pelos problemas relacionados à qualidade do sono. Além disso, o câncer de mama é o câncer mais comum entre as mulheres em todo o mundo. Quando consideramos esses fatores, se torna fundamental do ponto de vista da saúde pública, desvendar os mecanismos biológicos subjacentes entre o sono de má qualidade e o câncer de mama.


O sono é um fator modificável, isto é, podemos mudar esse estilo para conseguirmos um sono de qualidade, e isto pode representar uma oportunidade de prevenção e intervenção para o câncer de mama.

Dentre as diversas vias biológicas que possivelmente correlacionam os problemas de sono ao câncer de mama, estão as vias que envolvem a supressão da melatonina, as alterações metabólicas, a sinalização de estrogênio e interrupção circadiana e a desregulação do sistema imunológico. Alguns estudos já mostram que a privação do sono, a curto e longo prazo, altera a produção e circulação de citocinas. Quando há interrupção das atividades produzidas pelas citocinas, ocorre um estado de inflamação crônica e, este estado inflamatório crônico está envolvido na ativação das vias oncogênicas. Quando o sono é desregulado, afeta os processos fisiológicos, desregulando o sistema imunológico e, isto é um fator que aumenta o risco de câncer de mama.


Baseado em estudos epidemiológicos e experimentais, que sugerem uma ligação entre a qualidade do sono e o câncer de mama via inflamação, foi realizado este estudo para avaliar parâmetros do sono em marcadores inflamatórios, mais especificamente no tecido mamário de mulheres. Essa investigação tinha como objetivo, buscar a associação entre as características da qualidade do sono, como duração do sono, medicamentos para ajudar a dormir e insônia, com os níveis de proteínas e expressão gênica de vários marcadores inflamatórios teciduais e marcadores inflamatórios associados ao câncer de mama.


Este estudo será publicado na revista Cytokine, Volume 160, em dezembro de 2022. A população desse estudo foram 165 mulheres entre 30 e 69 anos de idade, diagnosticadas com câncer de mama, recrutadas na cidade de Quebec, Canadá. Não entrarei em detalhes sobre as proteínas e marcadores inflamatórios, devido sua complexidade para o público leigo.


O resultado dessa investigação foi que os níveis de proteínas e biomarcadores inflamatórios, estão significativamente correlacionados com as características do sono, nos tecidos mamários das mulheres. Alguns desses marcadores inflamatórios, apresentam-se em níveis mais altos em mulheres que dormem menos de 7 horas por noite. O resultado desse estudo sugere que problemas de sono, podem afetar os tecidos mamários. Assim, intervenções para melhorar a qualidade do sono, podem ser uma abordagem para a prevenção do câncer de mama, pois este fator é modificável, isto é, podemos mudar a qualidade do sono, com orientações para uma rotina saudável de sono e um sono reparador.


Fonte: Sue-Ling Chang, Francine Durocher, Caroline Diorio, Sleep quality traits correlate with inflammatory markers in the breast tissue of women, Cytokine, Volume 160, 2022


Liliana Mores - Cirurgiã-Dentista CRO/SC 15297

Odontologia na Medicina do Sono

DTM & Dores Orofaciais, Bruxismos

Odontologia para Músicos

Comments


bottom of page